Raul Hacker Club

Editar

Eletrônica nas Escolas Públicas

Este é um projeto coletivo, em andamento, organizado por RafaelGomes e KaMenezes.

Objetivo

Criar mecanismos para compartilhar conhecimento de eletrônica nas escolas e avaliar se isso de fato trará algum impacto social para essas pessoas.

Motivação

Entende-se que a computação está tão presente nas nossas vidas que devemos encará-la da mesma forma que fazemos com o aprendizado de biologia, geografia, física e outras disciplinas fundamentais para formação básica dos alunos[1].

O pensamento lógico é válido para inúmeras áreas do conhecimento e aprender a programar é fundamental quando consideramos que o desenvolvimento de algoritmos é uma das tarefas mais utilizadas nas áreas relacionadas à computação. Grande parte das dificuldades relacionadas à programação está na capacidade de abstração, bem como problemas de compreensão da sintaxe e estrutura das linguagens de programação, principalmente quando não existe uma compreensão básica da língua inglesa [2].

A eletrônica e a programação andam juntas, sendo assim, ensinando eletrônica poderemos resolver dois "problemas" de uma só vez.

[1] - Nagai K. (2002). Learning while doing: Practical robotics education. IEEE Robot. Autom. Mag. 8, 2 (Ago. 2002), 39-43.

[2] - Mota, M. P., Brito, S. R., Moreira, M. P e Favero, E. L. (2009). Ambiente Integrado à Plataforma Moodle para Apoio ao Desenvolvimento das Habilidades Iniciais de Programação. In: Anais do XX Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, 7-20 dezembro, Florianópolis, Brasil.

Público Alvo

Pessoas com menor acesso a renda, inicialmente apenas em escolas públicas.

Avaliar a possibilidade de atuar através do projeto Bairro Escola Rio Vermelho

Metodologia proposta

Atuar com oficinas, inicialmente semanais, nos sábados, para que não choquem com o plano de ensino já em curso nas escolas.

Iniciaremos explicando conceitos básicos de eletrônica e programação, sempre no esquema laboratório, ou seja, com base experimentação sempre que possível. Após um acúmulo mínimo necessário, passaremos para atuação em situações cotidianas ou resolução de problema dos próprios alunos.

Usaremos sempre que possível "lixo" eletrônico, também conhecidos como eletrônicos quebrados ou sem uso. Ensinaremos a remoção de componentes importantes do "lixo" eletrônico.

Ao final do trabalho, a ideia é fazer uma feira de ciências com trabalhos dos alunos.

Etapa atual

Reunir material e analise final para formato do trabalho nas escolas.

Equipe atual

  • Facilitadores: Péricles Oliveira e Rafael Campos
  • Apoio/Monitor: Rafael Gomes, Fernando Moreira e Man Filho
  • Apoio na confecção do programa: Ka Menezes

Principais dúvidas

  • Ensinar eletrônica pra criança apenas um dia por semana é o suficiente? Pode ser no sábado?
  • Qual melhor faixa etária para iniciar esse trabalho?
  • Quais materiais precisamos para começar?
  • Qual livro podemos usar como referência? (Make Electronics)?
  • Quantas pessoas (facilitadoras) são necessárias para uma turma média de uma escola pública?

Material reunido para estudo inicial

Materiais que demonstram pontos importantes para atentar antes de iniciar o trabalho

Materiais de trabalhos realizados no Brasil, em escolas públicas:

Outros artigos ou textos

* http://www.sinect.com.br/anais2009/artigos/11%20TICnoensinoaprendizagemdecienciaetecnologia/TICnoensinoaprendizagemdecienciaetecnologia_artigo15.pdf ]]

Vídeos

Eventos

Plataformas

Documentos em colaboração


Você está em RaulHC Projetos EletronicaNasEscolas
Histórico: r10 < r9 < r8 < r7 — última revisão em 09 Jul 2015, por Rafael