Raul Hacker Club

Editar

Oficina de mapeamento OpenStreetMap

Oficina de mapeamento com Severin Menard.

Mensagem na lista de discussão e outras informações fornecidas por Severin:

Massa, venham com os seus laptops + um mouse (mapear com o pad é penoso) + o seu smartphone ou qualquer dispositivo com GPS. O ano passado, eu mapeei ao redor do largo do Rio Vermelho, inclusive as ciclovias, não sei se teve mudanças desde setembro, mas de qualquer jeito tem sempre algo para mapear. Em agosto como eu já mapeei de bicicleta quase todos os pontos de interesse na Barra, Graça e Jardim Apipema, queria continuar no Calabar, mas aproveitando para envolver os jovens de lá. Não sei se já tem projetos ali.

Abs,

Severin

O objetivo é conhecer como participar do OpenStreetMap, a partir de imagens de satélites ou coleta de dados de campo usando aparelhos pessoais, e acrescentar estes dados na base do OSM e reutilizá-los no serviço de mapas livre uMap, que dá pra customizar.

Apresentação do Severin sobre o OpenStreetMap (vários slides tem links).

Pra economizar tempo, usuários de Android podem já instalar:
  • OSMTracker: torna o smartphone tipo um aparelho Garmin, pra fazer coleta no campo (texto, foto, som).
  • OSMAnd: aplicativo de navegação offline + busca e edição de pontos de interesse (POI) muito poderoso. Severin pede pra baixar, de dentro do aplicativo (vai aparecer a opção), o mapa mundial de baixa resolução + mapa detalhado da Bahia. Com esse aplicativo é possível se guiar em qualquer parte do mundo sem internet, e o Severin usou para colocar no OSM pontos de interesse da Barra e Graça.
  • Mapillary: pra quem estiver interessado em participar de um projeto livre e alternativo ao GoogleStreetView, que também pode ser utilizado no editor JOSM para mapear a partir de fotos. Exemplo em que Severin tirou fotos em Dakar com câmera de 360 graus (ele vai levar para a oficina pra tirar pelo menos uma no Largo de Santana). E é possível ver aqui que ainda tem poucas fotos sobre Salvador.

Usuários de Windows podem instalar também o JOSM, e usuários de GNU/Linux, aqui (um pouco mais complicado e podemos fazer juntos).

Melhor já criar uma conta no OSM, quem ainda não tiver, leva 3 minutos, esse link explica como (melhor evitar um nome de usuário com acentos e espaços).

Exemplos de mapas no uMap pra ter uma ideia:

  • Marcadores e outros desenhos que é possível acrescentar em cima do rendimento OSM, para mostrar coisas especificas fora do OSM, aqui.
  • Acrescentar dados (como a caminhada registrada pelo GPS), fotos do OSMTracker colocada num site como Flickr, aqui.
  • É possível também criar pop-up que incluem fotos ou vídeos, aqui.
  • Mapa com uma temática que mostra um tipo de objeto no OSM em tempo real (aqui são escolas, pode ser qualquer outra coisa) e dá acesso a todos os atributos nos objetos.

Início da discussão na lista.

Mais informações sobre o OpenStreetMap.


Histórico: r6 < r5 < r4 < r3 — última revisão em 12 Mar 2017, por Thiago